quarta-feira, 9 de setembro de 2009

O Grito do Mercado e a Resposta da Igreja II.

Postado por Onésimo Mesquita.

Dando continuidade ao post passado, quero fazer uma reflexão de como a igreja contemporânea tem respondido aos desafios de nosso tempo. Em alguns pontos de maneira muito errônea, negociando a verdade, por aceitação no mercado religioso. E dessa forma, para serem aceitas no mercado, algumas igrejas tem que comercializar objetos da religião, fazendo tudo para agradar o freguês. Mais por outro lado o autentico evangelho de Cristo jamais poderá ser vendido.

A Pregação como venda de objetos religiosos.

O cenário está ajeitado, a filosofia do momento é o sincretismo, o ensino é a cartilha da prosperidade. Com esse pano de fundo não poderia se esperar outro tipo de pregação. É anunciado que se todos passarem a congregar em determinada igreja, que não é como as outras que só falam de sofrimento, com tal conversa de “pecado original”, eles terão a “benção de Deus” que significa ser prospero em todas as áreas da vida; prosperidade tal que não passaremos por sofrimentos e dores aqui, pois tudo já nos é dado na morte de Cristo. A essência da mensagem é um tipo de escatologia realizada com ênfase na prosperidade financeira.
Para se obter essa prosperidade o devoto tem que fazer uso de “amuletos religiosos” que se usadas corretamente aumentaram a fé do devoto, que fará com que as bênçãos o alcancem. Esses objetos podem ser sempre dos mais diversos, como sal, rosa, copo com água, e ate mesmo redesenhar a arca da aliança, tudo isso com uma pregação altamente persuasiva, uma hermenêutica sempre dos mesmos versos e esses versos por sua vez sempre fora de seus contextos, abrindo mão de anunciar a verdade. Só resta esse tipo de pregação e ação para algumas igrejas que não conseguiram renunciar seus status e com isso perderam sua autoridade espiritual e já não conseguem serem testemunhas fieis do evangelho.

A Palavra da Cruz: Como resposta da Igreja.

Terminei o post de introdução sobre esse assunto, dizendo que a resposta da igreja é marcada pelas evidências da Encarnação, pois o mundo continua dizendo como Tomé “Se eu não vir o sinal dos cravos em suas mãos, e não puser o dedo no lugar dos cravos, e não puser a minha mão no seu lado, de maneira nenhuma o crerei.” Essa é de fato a incredulidade de um mundo que não conhece o Cristo crucificado.
Sabendo disso, temos que pregar e responder a este mundo com fidelidade ao Senhor, e creio que nosso desafio é o mesmo que Paulo enfrentou em Corinto no século I. Ele enfrentou uma situação onde as pessoas perguntavam por sinais e sabedoria, ele diz:

Porque os judeus pedem sinal, e os gregos buscam sabedoria; ¹

Essa situação é idêntica há de nossos dias, o desejo desenfreado pelo milagre e a busca por sabedoria é reflexo do coração do Homem, de seu vazio espiritual. E com isso a resposta do Mercado religioso é uma tentativa de agradar a gregos e judeus, que acaba tornado a mensagem do evangelho em sincretismo místico.
A resposta da igreja de Cristo deve ser a mesma do Apóstolo, que não se envergonhou do evangelho, mais declarou:



Mas nós pregamos a Cristo crucificado,
que é escândalo para os judeus, e loucura para os gregos.
²

e em outro lugar ele diz mais:


Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu, e também do grego.³

Essa é a ousadia de quem tem convicção do seu chamado e responsabilidade diante de Deus.

Essa é nossa pregação, que é embasada no texto bíblico e confiante na ação poderosa do Espírito de Deus. Uma pregação que apresenta às marcas do corpo do Senhor, em resposta a incredulidade do mundo que age ainda como Tomé. Pregando dessa forma as evidencias da Encarnação de Cristo será notória por um viver que é coerente com sua proclamação. Que o Senhor nos use em sua misericórdia para darmos as razões de nossa Esperança. Solus Cristus!
____________________________
¹ I Co 1.22
²I Co 1.23
³ Rm 1.16

10 comentários:

Esther disse...

Bravissimo!!!amigo Onésimo.
É causar indignação essa "comercialização espiritual" de algo que nos foi dado gratuitamente e que possui valor superior a tudo que existe nesse mundo.Bjo no coração

Pr. Ricardo "Caco" Pereira disse...

Em tempos de em que mercandejar a Palavra de Deus tornou-se comum, é bom ler textos que nos digam que a "boca de Deus" permanece aberta por meio de homens que ELE escolheu para serem fiéis dispenseiros dELE!
Deus lhe cuide meu mano!!
Sola Scriptura!!!

Apologia e Espiritualidade disse...

Muito obrigado pelo "Bravissimo! minha nobrissima.
Creio que a igreja de Cristo deve evitar essa logica de mercado>

Obrigado por suas palavras!

Onésimo Mesquita.

Apologia e Espiritualidade disse...

Meu nobre Pr.Ricardo,
os tempos são dificies, mais até penso que esse é tempo da pregação reformada ser olhada com bons olhos por todos.

Obrigado pelo comentario.

Onésimo Mesquita.

Blog do Sheivison disse...

Parabens pelo seu blog, é uma bençao que Deus continue te abençoando sempre... visite meu blog, passa lá e comenta. te vejo por lá.

olharreformado disse...

Gostei muito do texto, e acabo de indicar o seu blog na lista de "recomendados" do "Olhar Reformado". Que Deus continue te abençoando, e que o povo de Deus possa unir forças contra a apostasia que tão de perto ameaça a Igreja de Jesus.

Marcelo Lemos
Editor blog "Olhar Reformado"

Felipe M.Nascimento disse...

Paz em Cristo jesus eu gostei muito do teu Blog é mo benção... ((Veja))www.blog-vidaprofetica.blogspot.com deixe um comentaria blz até logo valeuuuuu...

Hermes C. Fernandes disse...

Parabéns pelo belo trabalho apresentado aqui no blog.

Já estou seguindo!

Aproveito para lhes convidar a conhecer o meu blog, e se desejarem também segui-lo, será uma honra.

Seus comentários também serão muito bem-vindos.

www.hermesfernandes.blogspot.com

Te espero lá!

eney disse...

paz amigo e irmaõ! de tanto trabalho e corre-corre quase não estou tendo tempo para ler publicar alguama coisa no blog. pois bem! quando leio um comentario como esse a respeito de como as igrejas modernas tem levado o evangelho, fico pensando, aonde tudo isso vaidar, parece que retrocedemos no tempo e voltamos aos tempos de martinho lutero quando se vendiam indugencias para receber salvação. Fico feliz por voce amigo pois sei do seu esforço e desejo de trazer a verdade a pessoas que sem saber sao enganadas todos os dias. continuo querendo ter um pouquinho só desse enetendimento e dessa corajem. abraços..

Johnnyson disse...

-A Esperança Poderia Ser De Que Um Dia Compreendessem O Não-Valor ( De Incalculável Que É) Do Evangelho De Cristo.
-Mas Parece Que A Cada Dia Agrava-Se E Dificulta-Se Mais Este Entendimento.
-Até Quando Ó Pai, Negociaram O Teu Amor, Como Se Comprassem Santidade! Na Verdade Só Buscam Pra Si Cegueira Cada Vez Mais, Como Foi No Caso De Elimas, O Encantador De Pafos. [Atos 13.4-12]
-Oremos Amados E Combatamos Como Paulo Combateu Pela Pronunciação e Defesa deste Evangelho Louco(Para Os gregos) E Escândalo( Para os Judeus)!!